Alguém disse periferia?

por Anderson Lima

cms-image-000398471

Começou com os negros, depois da abolição da escravatura, e atravessou a barreira do século.
Embora ainda maioria, o sofrimento dos negros ganharam a companhia dos nordestinos, e brancos, e a favela persiste, a exclusão e o menosprezo do estado brasileiro pelas favelas… se vê de longe.

O estado brasileiro não organiza, não lidera, não cuida desse povo, quem vai fazer?
A sociedade, os grupos, se organizam cada um à sua maneira, na falta do governo brasileiro e do policiamento, o tráfico toma conta e organiza a favela, de um jeito bem precário, assim como a vida que todas aquelas pessoas levam.

Seis, é o numero de pessoas que possuem a mesma riqueza que os 100 milhões mais pobres do Brasil, porque como diz o rapper MV Bill “Igualdade por aqui é coisa fictícia… Sem investimento, no esquecimento”. Isso ajuda a entender porque o tráfico acaba por ser uma atraente opção de trabalho.

Mas você pensa: é só dar duro, se dedicar, que as coisas vão mudar. Mas… como diriam os Racionais “Como fazer duas vezes melhor, se você está pelo menos cem vezes atrasado… Se você vai escolher o que está mais perto de você, e o que estiver ali na sua realidade, você vai ser duas vezes melhor como?”

Anúncios

O que você acha disso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s